23/11/2018 às 12:58 - Atualizado em 23/11/2018 às 13:01

Novembro registra alta considerável na Intenção de Consumo das Famílias em Cuiabá

Segundo a CNC e a própria Fecomércio-MT, esse crescimento na intenção de consumo deverá continuar nos próximos meses, de maneira a refletir as expectativas do comportamento esperado para a economia.

A Intenção de Consumo das Famílias (ICF), apurada pela Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC) e divulgada pela Fecomércio-MT, no dia 23 de novembro (sexta-feira), registrou alta de 8,2% sobre o mês anterior, indicando maior desejo das famílias de ir às compras nos próximos meses na capital do estado.

A pesquisa alcançou 76,4 pontos, contra os 70,6 pontos do mês anterior. Ainda assim, o índice está 8,1% menor que o registrado no mesmo período do ano passado, quando somava 83,1 pontos.

Faixa de renda das famílias

A elevação mensal também foi verificada nas famílias que recebem até 10 salários mínimos (7,9%) e para as quem recebem acima disso (10,1%). No mês anterior, a retração nas faixas de renda foi de -0,9% e -8,6%, respectivamente.

O levantamento mostrou ainda que o ICF foi puxado pelo crescimento de todos os componentes no mês, com destaque para Momento para Duráveis (13,5%), Renda Atual (13,2%), Perspectiva Profissional (12,4%) e Perspectiva de Consumo (11,2%).

Perspectivas para 2018 e 2019

Segundo a CNC e a própria Fecomércio-MT, esse crescimento na intenção de consumo deverá continuar nos próximos meses, de maneira a refletir as expectativas do comportamento esperado para a economia. A previsão de vendas do varejo em 2018 para 4,5%, estimando também em 5,2% as vendas para 2019.

Para download

ICF-CNC, do mês de novembro de 2018, em Cuiabá-MT | Download
ICF-CNC, do mês de novembro de 2017, em Cuiabá-MT | Download